Manipulação genética faz boneco vivo e emocional

26/12/2008

30 Novembro 2008

cur11

 

 

 

 

 

É difícil de acreditar, mas este “animalzinho de estimação” não é um brinquedo ou robô, pois é uma criatura viva e respira. Os Genpets são mascotes modificados geneticamente para que sejam de fácil manutenção, hipoalergênicos e seguros para as crianças. Possuem sangue, ossos e músculos; podem sangrar se sofrer um corte e morrem se forem maltratados (como qualquer outro ser vivo).

Vêm em um estado de hibernação quimicamente induzida e, por meio de tubos (nutrição parenteral), alimentam-se com nutrientes especialmente preparados, que inclui diferentes fármacos para controlar os diversos tipos de “personalidade” e emoções disponíveis.

Bio-Genica (Genetic Engineering and Manufacturing) é a empresa de bioengenharia que patenteou e comercializa esta “criatura” biotecnológica, depois manipular (combinar, modificar) o DNA de alguns animais.

O protótipo e a criatura original surgiram por meio de um processo chamado “micro-injeção de Zigoto”, que permite combinar DNA e inserir certas proteínas de diversas espécies. Este processo foi utilizado, pioneiramente, em 1997 para excitar ratos com águas-vivas bioluminescentes, e, desde então, tem sido utilizado para criar coelhos, porcos, peixes e macacos que brilham intensamente no escuro.

genpet1

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Enquanto estão nos pacotes os Genpets estão conectados aos componentes eletrônicos de uma máquina que mantém constantes os seus ciclos vitais básicos. Eles foram desenhados para ser vendidos nas estantes de qualquer loja (mesmo as que não vendam animais domésticos) e, por isso, sua embalagem é de plástico, como os da maioria de brinquedos, possuindo alguns buracos de respiração. A hibernação assegura a comodidade do Genpets enquanto permanece nas lojas. Os Genpets não aumentam de tamanho (36 cm, em média) e de peso, e vivem de 1 a 3 anos, dependendo de sua configuração básica.
genpet2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os Genpets demonstram emoções que podem surgir da administração de certos peptídeos e proteínas, diferenciados pela cor. São sete cores, relacionadas a sete tipos de personalidade e emoções: roxo-atlético, laranja-aventureiro, amarelo-divertido, verde-tranquilo, azul-comunicativo, violeta-imaginativo. As fórmulas foram especialmente projetadas com drogas que controlam o comportamento, acalmando-o ou estimulando-o sem forçar a estrutura do DNA.

Os Genpets não podem falar, devido ao seu número limitado de cordas vocais, mas fazem alguns sons e ruídos.

Depois de adquirido, o Genpet (que deve ser cuidado como um boneco vivo) pode ser retirado da embalagem, mas sua gama de movimentos é limitada, pois foi projetado para se mover apenas como um bebê de 20 meses. Depois de retirado de sua embalagem plástica, o Genpet desperta lentamente, decorridos vinte minutos.

Segundo a Bio-Genica, essa criatura é dócil (desde que a combinação dos nutrientes seja adequada) e não deve morder; mas, caso isso aconteça, já existe um kit removedor de dentes…

Outros aspectos interessantes são que o Genpet produz pouco resíduo orgânico; requer apenas os nutrientes necessários; e não pode reproduzir-se.

Para saber mais sobre Genpet, visite o site da  ou clique na figura (a baixo) para baixar e ler o Manual do Possuidor.

reseller_screenshot01s1