Vírus H1N1 se aproxima da área afetada pela gripe aviária

05/05/2009

05/05/09  – Situação da Gripe H1N1 no mundo. 

Casos Confirmados: 1273  Casos de morte confirmada:27

——————————

O Sudeste Asiático, um dos epicentros da gripe aviária que ressurge a quase cada ano na região, escapou até nesta terça do vírus A (H1N1) da gripe suína, que teve também pouca incidência no resto do continente, com alguns casos na Coréia do Sul e na China.

No momento em que o número de infectados pela gripe suína supera os 1,1 mil no mundo todo, e países da América e da Europa estão entre os mais afetados, o vírus A (H1N1) está cada vez mais próximo das nações do Sudeste Asiático, cujos Governos tentam impedir que a gripe aviária se propague novamente, ativa principalmente no Vietnã e na Indonésia.

Segundo os dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), no mundo todo e desde o final de 2003, 257 pessoas morreram por causa da gripe aviária, incluindo 196 nos países do Sudeste Asiático.

A gripe suína, que se originou no México, já chegou até a Ásia, um continente que economicamente depende muito do turismo e da troca comercial, que tem cidades com alta densidade de população e onde alguns Governos de países em desenvolvimento investem pouco dinheiro em infraestrutura de saúde.

Até o momento, a OMS confirmou um caso de contágio humano do vírus A (H1N1) em Hong Kong e outro na Coréia do Sul, ambos em pessoas que recentemente visitaram o México, para onde voltam hoje, em um avião especial, pelo menos 43 mexicanos que foram isolados em Xangai pelas autoridades chinesas.

O avião fretado pelo governo do México deve também fazer escalas em Pequim, Cantão e Hong Kong, onde 270 hóspedes e pessoal do hotel onde foi detectado o primeiro caso de gripe suína passavam o quinto dia de quarentena.

Na Coréia do Sul, as autoridades sanitárias anunciaram hoje o segundo caso de gripe suína, aparentemente o primeiro causado por contágio humano no país, já que a pessoa não viajou para nenhum dos países mais afetados e que convivia com a paciente que foi o primeiro caso no país, informou a agência local Yonhap.

Preocupados com o devastador efeito que a chegada de outro vírus como o H5N1 da gripe aviária pode causar na saúde da população e nas respectivas economias, os sistemas de saúde dos países do Sudeste Asiático estão em estado de alerta máximo.

A OMS reiterou hoje que não recomenda restringir as viagens nem fechar as fronteiras, mas considerou “prudente que aqueles que estão doentes adiem viagens internacionais.

Assim, na Tailândia, passageiros procedentes do México e aqueles com temperatura corporal acima da regular foram colocados em quarentena. Nos aeroportos do Vietnã, Malásia, Cingapura, e Indonésia, as equipes sanitárias realizam exames clínicos nas pessoas suspeitas de estar com qualquer tipo de gripe.

Em Cingapura, onde ainda não foi detectado nenhum caso de pessoa contagiada pela gripe suína e o estado de saúde da população sempre foi uma prioridade do governo, várias escolas pedem que os alunos levem um termômetro para medir a temperatura duas vezes ao dia, como medida de precaução.

Esse é o caso dos estudantes da escola Republic Polytechnic, que são punidos com uma multa de 5 dólares cingapurianos se deixaram de levar o instrumento e são obrigados a colocar os dados na internet para que a direção do centro possa acompanhar o estado de saúde dos alunos.

Se um estudante marca uma temperatura superior a 37,6 durante várias medições, é enviado ao médico. Além da obrigatoriedade de levar termômetro, várias escolas instalaram scanner de medição da temperatura em suas principais entradas e exibem vídeos explicando as precauções que as pessoas devem adotar para evitar o contágio da gripe suína.

EFE

 Terra

———————–

 


Gripe H1N1

03/05/2009

GENEBRA, Suíça (AFP) — A Organização Mundial da Saúde (OMS) confirmou neste domingo 787 casos de gripe A(H1N1) em 17 países de todo o mundo, incluindo 506 casos no México, com 19 mortes, e 160 casos nos Estados Unidos, com uma vítima fatal.

O governo do México confirmou na noite de sábado o número de 19 mortos, mas anunciou que o país registrou 473 casos.

México: 506 casos, 19 fatais

Estados Unidos: 160 casos, um fatal

Canadá: 70

Grã-Bretanha 15

Espanha: 13

Alemanha: 6

Nova Zelândia: 4

Israel: 3

França: 2

Áustria: 1

Holanda: 1

Suíça: 1

China (Hong Kong): 1

Dinamarca: 1

Coreia do Sul 1

Costa Rica 1

Irlanda 1

======================================

Número de casos da gripe suína sobe para 787 em 17 países

Continuar Lendo

===========================
Gripe H1N1: Primeiro caso confirmado na Colômbia, também primeiro caso na América do Sul

Continuar Lendo

==========================


Gripe H1N1 (suína) Últimas News Importante

02/05/2009

OMS confirma 615 casos de gripe suína no mundo

O número de casos de gripe suína confirmados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) praticamente duplicou nas últimas 24 horas e agora chega a 615 – incluindo 17 mortes – em 15 países. Só o México reportou 397 casos confirmados de infecções humanas causadas pelo novo vírus, sendo que 16 deles derivaram em morte, informou a OMS neste sábado.

Continuar Lendo

——————————————————————

Mais 4 países tem doentes que não foram ao México

Quatro países anunciaram ontem a contaminação de pessoas que não foram ao México, considerado o foco de disseminação do vírus H1N1, da gripe suína.

Continuar Lendo

——————————————————————

Primeiro caso confirmado em Itália

O primeiro caso de gripe A (H1N1) foi hoje registado na Toscânia, indica a agência italiana Ansa.

——————————————————————

Gripe H1N1: 39 casos confirmados na Europa, 635 a nível mundial

Lisboa, 02 Mai (Lusa) – A Europa regista 39 casos confirmados de gripe A (H1N1), mais dois do que sexta-feira, segundo um balanço do Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças (ECDC) emitido hoje de manhã.

O maior número de casos confirmados verifica-se no Reino Unido (15), seguindo-se a Espanha, com 13 casos, a Alemanha, com cinco, a França, com dois, e a Áustria, Dinamarca, Holanda e Suíça, com um caso cada.

O ECDC regista cinco casos suspeitos a serem acompanhados nesta altura: três em França, um na Irlanda e outro na Suécia

gripesuinamapa


Gripe A (H1N1) antiga Suína

01/05/2009

Imagem 01/05/09   Locais da Gripe Suína

10_01_may

Seguindo a legenda

Os quadrados Vermelhos são Casos Confirmados da gripe 484

O quadro Preto é Confirmação de Morte 13

http://news.bbc.co.uk/2/hi/americas/8021547.stm


Gripe Suína ultimas

01/05/2009

Virus da gripe suína

Virus da gripe suína

Hong Kong confirma primeiro caso asiático de gripe suína

As autoridades de saúde de Hong Kong declararam alerta sanitário após a confirmação do primeiro caso de gripe suína no local, até agora o único na Ásia, e criaram um grupo especial para lidar com a situação.

Continuar Lendo

————————————————————–

EUA registram 141 casos de gripe H1N1 em 19 Estados

Da Reuters

MIAMI (Reuters) – Os Estados Unidos confirmaram 141 casos da nova gripe H1N1 em 19 Estados, informou nesta sexta-feira o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC).

O número de casos ficou acima dos 109 registrados em 11 Estados na quinta-feira.

Reportagem de Jim Loney

—————————————————————

OMS atribui aumento de casos da gripe no México à rapidez no diagnóstico

Genebra, 1º mai (EFE).- O aumento no número de casos confirmados de gripe suína no México se deve, em grande parte, à maior liberação de resultados de exames laboratoriais usados para diagnosticar a doença, disse hoje um porta-voz da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Continuar Lendo

—————————————————————

Brasil tem quatro casos suspeitos de gripe suína, diz Ministério da Saúde
Três casos são em Minas Gerais e um, em São Paulo.
Outros 42 casos estão sendo investigados em 12 estados.

Continuar Lendo

—————————————————————
Alemanha tem 1º caso por transmissão de gripe suína, dizem agências

Vírus foi confirmado em mulher bávara que não esteve no México.
De acordo com o Ministério da Saúde, paciente está em ‘recuperação’.

Continuar Lendo

—————————————————————
OMS deixará de usar termo ‘gripe suína’ para ‘A H1N1

Continuar Lendo


Número de mortos pela gripe suína atinge 12 no México, diz ministro da Saúde

30/04/2009

Casos confirmados da doença elevam-se a 260 no país em que ela surgiu.
Nos Estados Unidos, há 109 casos em 11 estados, com uma morte.

O número de mortos pela gripe suína no México subiu de 8 para 12, anunciou nesta quinta-feira (30) o ministro da Saúde do país, José Angel Córdova.

Há 260 casos confirmados no país em que começou o surto que ameaça transformar-se em pandemia (epidemia de alcance mundial) .

Entre os mortos, há 8 mulheres e 4 homens.

O funcionário disse que o aumento da cifra não significa que mais pessoas morreram, mas que mais casos que estavam sob suspeita foram confirmados.

Mais cedo, a Organização Mundial da Saúde (OMS) havia relatado 236 casos confirmados ao redor do mundo, com 8 mortes -7 no México, 1 nos EUA.

Keiji Fukuda, “número dois” da OMS, disse que não há sinais nesta quinta-feira que sugiram que o alerta de pandemia da organização precise ser elevado agora ao grau máximo.O atual grau 5 significa que a doença está a um passo de se tornar pandêmica

—————————-


Situação nos EUA é de emergência, diz governo sobre gripe suína

26/04/2009

Autoridades confirmaram 20 casos da doença no país.
Casa Branca diz que não há motivos para pânico.

Do G1, com agências

Casal de mexicanos se beija usando máscaras cirúrgicas, usadas na prevenção da gripe suína no país (Foto: AFP)

Casal de mexicanos se beija usando máscaras cirúrgicas, usadas na prevenção da gripe suína no país (Foto: AFP)

A secretária de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Jannet Napolitano, disse hoje que a saúde pública do país vive uma “situação de emergência” devido à propagação do vírus da gripe suína.

Napolitano fez esta declaração num encontro com jornalistas na Casa Branca, onde o diretor interino do Centro de Controle de Doenças (CDC, em inglês), Richard Besser. Vinte casos de gripe suína foram confirmados nos Estados Unidos neste domingo (26), depois que se confirmou a doença em estudantes de Nova York . Além disso, quatro casos foram confirmados no Canadá.
Richard Besser, diretor dos centros de controle de doenças e prevenção dos EUA, afirmou a jornalistas na Casa Branca que todos os casos no país são brandos. Autoridades norte-americanas disseram que o presidente dos EUA, Barack Obama, está sendo informado constantemente sobre a potencial expansão do surto, que já matou até 81 pessoas no México (20 mortes foram confirmadas).

“Neste momento, a prioridade é garantir que a comunicação seja intensa e que os esforços de vigilância médica estejam totalmente ativados”, disse John Brennan, assistente do presidente na área de segurança doméstica.

Segundo Brennan, haverá rápida identificação e notificação de novos casos que possam ocorrer nos EUA e no México.

O governo dos Estados Unidos está acompanhando a evolução da gripe suína de perto e acredita, entretanto, que não há motivos para que norte-americanos entrem em pânico, disse o porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs.

Pandemia no mundo

O vírus da gripe suína tem potencial para se espalhar pelo mundo, disse a Organização Mundial da Saúde (OMS) neste domingo (26).


O secretário-geral adjunto da OMS, Keiji Fukuda, disse que a organização está estudando se deve elevar o nível de alerta mundial do grau 3 para o grau 4, o que deverá ser decidido na terça-feira, a partir das informações coletadas.

“Se decidirmos passar para o nível 4 (da escala que vai até 6), será uma mudança muito significativa, pois mostrará que um vírus potencialmente pandêmico como é este terá provado que é capaz de ser transmitido de pessoa para pessoa” fora de pequenos grupos, como os dos familiares que cuidaram de seus doentes, acrescentou.

Nesse caso, disse Fukuda numa entrevista coletiva , os países terão que começar a tomar medidas muito drásticas.

O especialista não descarta a hipótese de o vírus da gripe suína evoluir e se tornar ainda mais perigoso.

“Quando temos um novo vírus como este, contra o qual a maioria das pessoas no mundo não está imunizada ou está muito pouco imunizada, ele pode ser transmitido facilmente”, acrescentou.

Fukuda destacou que, neste momento, a OMS “não tem evidências” de que o vírus surgiu de um ataque bioterrorista destinado a matar o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. Porém, disse a organização “continua estudando” todas as possibilidades.

A declaração do especialista foi uma resposta a uma pergunta relacionada à recente viagem que Obama fez ao México. Na visita, o presidente americano se reuniu com um arqueólogo renomado que dois dias depois morreu com sintomas similares aos da gripe.

Prevenção pelo mundo

As medidas de precaução para identificar o mais rapidamente possível os possíveis portadores do novo vírus da gripe suína se multiplicam no mundo inteiro. Diversos países da América Latina, como o Brasil, mais próximos do epicentro onde a doença foi detectada, vêm anunciando desde sexta-feira medidas de precaução.

As autoridades de Saúde de Brasil, Peru, Chile e Costa Rica ativaram planos de vigilância sanitária. No Peru, a vigilância dos turistas provenientes do México e dos EUA foi intensificada, enquanto no Chile o pessoal da área de saúde e a opinião pública foram alertados.

No Equador, medidas de prevenção e controle foram adotadas nos portos e aeroportos. Na Colômbia, cinco passageiros provenientes do México foram colocados sob observação e as autoridades sanitárias foram convocadas sábado para adotar um plano de prevenção.

No norte do continente americano, a ministra canadense da Saúde, Leona Aglukkaq, pediu mais vigilância aos canadenses.

Na Europa, três espanhóis que voltavam do México foram colocados sob vigilância por suspeita de estarem com gripe suína. As autoridades recomendam aos espanhóis prudência antes de ir ao México e sugerem aos que pretendem ir ao México se informar do avanço da epidemia.

Na Rússia, o primeiro-ministro, Vladimir Putin, assinou domingo uma ordem, criando uma comissão de prevenção contra a propagação da gripe suína no território. Além disso, suspendeu a importação de carne e derivados do México e países vizinhos.

Na França, onde há duas suspeitas da doença, o ministério da Saúde acionou uma célula de crise, que deve principalmente orientar os franceses que vivem no México. O centro de crise do ministério dos Assuntos Estrangeiros adotou um método para informar o público.

Na Alemanha, os serviços do ministério alemão da Saúde estão prontos para enfrentar possíveis casos da gripe suína e vão informar a população da dimensão do risco.

O continente asiático, ainda traumatizado com a Sars de 2003, ativou um alerta este fim de semana e pediu cuidado aos turistas. Na China, as autoridades indicaram que estão estudando medidas de inspeção e de quarentena para se precaver diante do risco de pandemia. No Japão, as autoridades reforçaram os controles nos aeroportos com os passageiros procedentes do México. Elas distribuíram máscaras e medem a temperatura dos passageiros para identificar eventuais casos de febre.

Na Nova Zelândia, um grupo de 22 estudantes e 3 professores estão em quarentena depois de terem passado três semanas no México. As autoridades locais pedem às pessoas que apresentarem sintomas de gripe que consultem um médico.